Passeio de barco em Setúbal com Troia Cruze: Rota Fenícia

Setúbal é uma região encantadora por si só, mas quando a vemos através de um passeio de barco histórico, nos transportamos no tempo para uma época bem antes da civilização portuguesa. A TroiaCruze possui diversos roteiros na região do estuário do Sado, em Setúbal, mas a rota fenícia, um passeio de barco com duração de quatro horas e meia, é uma opção incrível para quem gosta de aliar turismo e cultura. Os fenícios destacaram-se não só pela habilidade em navegar, mas também pelas viagens expansionistas e comerciais. A ocupação de Setúbal por este povo data da Era do Ferro, século VII a.C, principalmente em Abul, localizado entre Setúbal e Alcácer do Sal, com boas condições de controlo do movimento marítimo e próximo de povoações indígenas com as quais os fenícios comerciavam. Além de toda a história e as belezas naturais, quem escolher fazer a rota fenícia poderá ver golfinhos roazes, cormorão ou corvo-marinho, garças brancas, garças cinzentas, pilritos de peito preto, garrentos, pernilongo, cegonhas brancas, alfaiates e glamingos. Para os amantes da observação de pássaros, há informações técnicas disponíveis a bordo.

Alguns pontos da Rota Fenícia:

Castelo de Palmela (séc. VIII)

À 240 metros acima do mar, o Castelo de Palmela é uma construção do século XII e está situado entre os estuários do rio Tejo e próximo à foz do rio Sado. Faz parte da chamada Costa Azul, no Parque Natural da Arrábida e do alto da sua torre de menagem, em dias claros a vista se descortina até Lisboa.

Fortaleza de S. Filipe (XVI)

O Castelo de São Filipe, também conhecido como Forte de São Filipe e Fortaleza de São Filipe, é classificada como Monumento Nacional desde 1933. O Forte de São Filipe fica bem acima de Setúbal e é um dos marcos mais notáveis ​​da região. O castelo de Setúbal foi cuidadosamente restaurado e hoje é um belo monumento nacional.

Forte de Albarquel (XVII)

O Forte de Albarquel fez parte da linha defensiva do trecho do litoral conhecido como COsta Azul. Construído no século XVII, tinha como objectivo reforçar o poder de fogo do vizinho Forte de São Filipe de Setúbal.

Ruínas Romanas (I a VI)

As ruínas romanas de Tróia são um sítio arqueológico localizado à margem esquerda do rio Sado. Acredita-se que existiu um agregado populacional dedicado à pesca e ao fabrico e exportação de conservas de peixe (garum), ativo desde o século I até o século VI. É possível ver as muitas oficinas de salga de peixe e as ruínas abrangem ainda um núcleo habitacional com casas de rés-do-chão e primeiro andar, as “Casas da Princesa”; várias necrópoles; um columbário; termas; uma roda de água (rota aquaria) e os restos de uma basílica paleocristã.

Praia da Califórnia

A Praia da California fica na nascente da Baía de Sesimbra e, normalmente, tem o mar bem calmo. Entre maio e outubro realiza-se a Arte Xávega, pesca tradicional de cerco, feita num contexto turístico-cultural, ao abrigo de um protocolo entre a Câmara Municipal de Sesimbra, o Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade – Parque Natural da Arrábida e os proprietários das embarcações. Após o passeio de barco, o retorno para Setúbal se dá navegando e recriando o antigo conhecimento náutico.
ver golfinhos no rio Sado Setúbal-passeio de barco
A Troiacruze foi a primeira empresa privada portuguesa que se dedicou à conservação do nosso património marítimo. A empresa foi criada em 1989 e é sócia fundadora da APPM (Associação Portuguesa do Património Marítimo), que por sua vez está filiada na EMH (European Maritime Heritage Association – www.european-maritime-heritage.org). Os nossos cruzeiros têm habitualmente de 3 a 5 horas e buffet incluído, mas ambas as opções podem ser ajustadas às necessidades dos clientes. Também fazemos cruzeiros mais radicais como por exemplo “O Nascer do Sol”, o “Sado ao Luar” e “Yoga no Mar”. Contacte-nos para reservar o seu passeio de grupo ou com familia.